Outros

Um apartamento renovado com iluminação extra

Um apartamento renovado com iluminação extra


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Isto Apartamento de 65 m2, localizado em um edifício de 1865 de um bairro central e tradicional de Madri, uma nova etapa começa após a reforma do arquiteto e designer de interiores Eduardo Herrero Borrell, à frente do estúdio de arquitetura, design e reabilitação Herrero Architect & Partners. Seu estado original era quase ruinoso, com uma distribuição muito compartimentada, vários cômodos internos, tetos abobadados, pisos e paredes inclinados, além de uma estrutura muito danificada devido à umidade e à ação dos cupins.

Durante os trabalhos a estrutura, vigas e pilares foram reparados foram reforçados, revestimentos de paredes e tetos foram colocados para melhorar o isolamento térmico e acústico e as instalações de eletricidade, encanamento e gás foram completamente reformadas. Também sua distribuição deu uma volta total; Agora é funcional e moderno, como seus proprietários queriam. Hoje, na fachada principal, há uma sala de estar e quarto principal e interior: cozinha, segundo quarto e banheiro.

A maior conquista: a casa parece maior, não há estadias escuras e todos recebem luz natural com as soluções ad hoc do estúdio de arquitetura. Quanto à decoração, o mistura de peças antigas e modernas. Os herdados, como a mesa da sala de estar ou a luminária de bronze holandesa da sala de jantar, compartilham destaque com móveis de outros estilos. O sofá clássico chester, em couro branco, é o contraponto a outro sofá mais atual, estofado em laranja, e ambos se harmonizam com a mesa e cadeiras de cores diferentes da sala de jantar. Ao lado deles, detalhes com muito interesse deco, como uma luminária de chão preta sinuosa, dois vasos brancos foscos, tapetes listrados e geométricos ... Para destacar-se como um fio comum entre os ambientes: as paredes brancas e o piso de madeira de ipê, que é instalado em ripas.

Publicidade - Continue lendo abaixo Com dois ambientes

A distribuição da sala de estar, com os sofás de frente, permite ganhar espaço atrás de um deles: uma área de escritório, com uma mesa vintage e biblioteca de trabalho, que desfruta de luz natural abundante.

Sofá Rive Droite, da empresa Ligne Roset. Vasos brancos: da BoConcept e A Loja do Gato Preto.

Em branco

Espelho, tampa do radiador e cortinas brancas se misturam com a parede para oferecer uma superfície quase imaculada ao lado do sofá, em uma laranja vibrante. Com esse contraste de cores, o estofamento adquire o máximo alívio.

Espelho, projetado por Philippe Starck para a empresa Kartell. Vasos, de A Loja do Gato Preto.

Um clássico da família

O escritório vintage, dos anos 30 e em perfeitas condições, destaca-se na sala por sua elegância, mas também por sua localização original no centro da sala.

Sobre a mesa, um vaso cinza em forma de cachimbo, da A Loja do Gato Preto.

Com caráter

O sofá chester, estofado em couro branco, compartilha destaque nesta área da sala com uma pintura de grande formato e impacto visual. Ao lado deles, misturar de estilos: a modernidade da lâmpada sinuosa preta e a conta retro do aparelho de som.

Sofá Kingde Natuzzi Almofadas e carpetes, da BoConcept. Lâmpadas: de pé Jazz, Vibia, e no teto, Glo-Ball, Flos. À esquerda do sofá, na parede, o trabalho de Pilar Capulino.

Para amantes de música convencidos

O canto em que ouvir música é de vital importância. Neste mobiliário vintageamplificador de válvula Philharmony, projetado por Ricardo Hernández, da Ars Sonum, e CD player 288, de Copland.

Peças com impacto visual

Esse ambiente de sala de aula é uma lição de estilo. Cada elemento tem relevância e interesse, mas o conjunto é equilibrado pela harmonia entre as cores preto, branco e cinza.

Distribuição funcional

Antes de reformar a casa, o espaço que hoje ocupa a cozinha não tinha janelas. Mas com a demolição de divisórias e a abertura de uma grande vaidosa, agora se aproveita o brilho da sala de estar.

Os pilares e vigas originais, que apareceram durante o trabalho e foram reforçados, dão ao ambiente um ar rústico e o delimitam visualmente.

Detalhes

Mesa, do Habitat. Cadeiras e carpetes, da BoConcept. Reforma, do arquiteto e designer de interiores Eduardo Herrero Borrell.

Essência vintage

Na cozinha, o charme de outros tempos é recriado com azulejos chanfrados, granito e aparelhos estéticos vintage.

Series Appliances Colonialde Smeg. Panos de louça, de A Loja do Gato Preto. Tapete, da Ikea,

Brilho extra

As molduras translúcidas tornam a frente do guarda-roupa um elemento decorativo com maior interesse visual. Além disso, por estar localizado na parede oposta à janela do quarto, torna-se uma superfície que multiplica a luz natural.

Eles sempre devem estar deslizando?

Esse tipo de abertura geralmente é escolhido em quartos com espaço reduzido, nos quais a cama fica próxima ao armário. Mas, se as portas forem de folhas estreitas, a abertura do flip também é uma opção. Almofadas e cobertor rosa, da BoConcept.

Quarto passo

A plataforma do ipipe foi um material essencial na reforma para dar coesão ao projeto. Esta imagem mostra um dos pilares da sala de jantar e a passagem para o banheiro.

À direita, embora não seja visto nesta imagem, é o segundo quarto, que não tem janela, e agora é um espaço aberto para o corredor; Isso aproveita a luz natural que entra pelas janelas do pátio.

Banheiro com nuances

Aqueles adicionados pela parede de azulejos cinza, um fundo que suaviza o acabamento escuro do gabinete do lavatório e traz luz ao espaço. Acessórios de banheiro, da A Loja do Gato Preto.

Com sotão

A altura do teto no segundo quarto é mais alta que o resto da casa; um espaço extra valioso, que a reforma transformou em uma biblioteca com uma passarela.

Almofadas e carpetes são da A Loja do Gato Preto.

Um sucesso

Faça um armário embutido sob as escadas que levam ao loft.

Tetos altos, espaço vital.

A altura pode não ser suficiente para ganhar uma sala, mas outras opções, como área de armazenamento extra, podem ser estudadas. Nesta casa, uma livraria com uma passarela foi feita.

Reforma bem pensada

- A solução para a luz natural atingir o interior da casa, com piso alongado e sem janelas, foi a demolição de uma divisória onde a sala de jantar está localizada e a abertura de uma grande abertura na parede da cozinha.

Dessa maneira, os dois ambientes ganham brilho extra e amplitude visual. Hoje, esta baía com bancada em granito também é um passaporte útil que economiza passeios entre a cozinha e a sala de jantar.

- Outro recurso infalível para obter luminosidade: os espelhos colocados na parede da sala de jantar, localizados na altura ideal para propagar facilmente a luz natural.