Outros

Um apartamento de 55 m² Super vantagem!

Um apartamento de 55 m² Super vantagem!

ERIC PÁMIES

Localizado em um dos bairros da moda em BarcelonaPoble Nou, é isso 55 m2 apartamento exterior que já havia sido condicionado em sua época em termos de encanamento e eletricidade. Faltando apenas sua configuração longa, isto é, para decorá-lo e deixá-lo maior, brilhante e com muito cuidado. Seu dono deu uma carta branca para Estúdio de design de interiores Nice Home Barcelona desenvolver o projeto com a condição de "tirar o máximo proveito dos poucos metros disponíveis". Dara Díaz - chefe do estudo - começou a trabalhar. As primeiras dificuldades surgiram da difícil distribuição do apartamento, na forma de um L, o que complicou ainda mais a presença de cada quarto. Foi decidido dividir o apartamento em duas zonas: uma pública, na entrada, e outra privada, na parte inferior.

No primeiro, decidiu-se reunir em um mesmo espaço cozinha, sala de jantar e sala de estar; sim, respeitando os limites de cada um. As coberturas tiveram um papel fundamental aqui, e é que diferentes materiais nos tetos e pisos separam os ambientes. Assim, a cozinha e o escritório têm um telhado de madeira original e piso hidráulico, enquanto na sala de estar foram dispostos um teto de concreto e pavimento de madeira.

O único quarto e o banheiro com chuveiro estavam localizados na área privada. Esses dois espaços são isolados ou comunicados com a área social, graças a uma porta deslizante que permanecerá aberta ou fechada, conforme a necessidade. Depois que os quartos foram distribuídos, foi a vez de escolher os móveis, o que ficou claro desde o início. A Dara optou por um equipamento simples e funcional, apenas o que é absolutamente necessário, e as peças que proporcionam leveza para alcançar um abrigo para moradores de rua foram pesquisadas com sucesso. Talvez a única concessão de design que vemos na sala de jantar, com uma mesa redonda e cadeiras Eames, que lhe dão um ar nórdico.

Os tons foram escolhidos neutros em ambas as áreas, de modo que tecidos e acessórios dão a nota essencial da cor e não caem no monocromático. Para isso, optaram pelas cores verde e azul, que combinam perfeitamente e transmitem frescura e serenidade. No final do processo decorativo, os desejos do proprietário foram alcançados com sucesso. Agora a casa parece mais velha e brilhante, embora tenha os mesmos metros quadrados do que a princípio. É a magia da decoração de interiores! Às vezes, o impossível é alcançado ...

Confira todos os ambientes!

Publicidade - Continue lendo abaixo Boas-vindas ERIC PÁMIES

Um pequeno corredor dá acesso direto à área social da casa que está à vista. No fundo e escondido estão o quarto e o banheiro. Para dar mais amplitude ao saguão, um espelho que aumentou visualmente os medidores foi colocado em frente à porta de entrada. É um modelo retangular, do Estudio Nice Home Barcelona.

Espaços luminosos ERIC PÁMIES

A sala de estar alongada se abre para a cozinha com um escritório. O espaço entre as duas varandas ao fundo foi usado para colocar uma prateleira original, como uma escada, e cujas medidas se encaixam perfeitamente nessa parede. Seu design leve e aberto evita recarregar a área. Estante Malabon em madeira e metal, da Maisons du Monde.

Sala de jantar redonda

Os pequenos metros quadrados da cozinha impediram uma grande área de jantar. Foi resolvido com uma mesa redonda de 100 cm de diâmetro que não obstrui a passagem e onde 4 pessoas podem comer à vontade. As cadeiras em cinza se harmonizam com o desenho geométrico do piso. Mesa de sucção branca e cadeiras Eames de Vackart.

Bem escondido
No espaço comum, instalavam armários com painéis em uma coluna que escondia os principais eletrodomésticos (caldeira, lavadora, microondas e geladeira). O tom branco permite capturar luz natural e integrar os móveis da cozinha na sala de estar.

Projetos que unem ERIC PÁMIES

Embora a sala de estar e a cozinha compartilhem o mesmo espaço, ela foi tocada com materiais que conectam ou não os dois quartos. Por um lado, a mesa de café preta pisca no chão da cozinha. Enquanto, por outro lado, é esse pavimento hidráulico que faz a diferença com a madeira na sala. Mesa de metal, do Nice Home Barcelona Studio. Tapete trançado Bastide, da Maisons du Monde.

Branco total
A cozinha, distribuída na forma de L, possui na área de cozinhar e água, armários superiores que, além de armazenamento, escondem o exaustor. As frentes brancas sem puxadores combinam com a parede e contrastam com o piso e o teto de madeira.

Com mobilidade ERIC PÁMIES

A localização do gabinete da TV era um problema, pois precisava ser colocado na parede ao lado de uma porta deslizante e a tela não ficava de frente para o sofá. A solução? Escolha um móvel com rodas ocultas que possam ser movidas facilmente, de acordo com as necessidades. Armário de TV Pilea, do Nice Home Barcelona Studio. Caixa de mensagem de madeira Ikea com mensagem positiva

Uma cama extra ERIC PÁMIES

Um sofá-cama foi colocado ao lado da mesa da sala, caso os convidados venham. Na parede, um espelho XL, como uma janela, expande visualmente o espaço e reflete a luz que entra nas varandas. Duas arandelas, que também facilitam a iluminação direta dessa área de leitura, flanqueiam o espelho e proporcionam uma atmosfera acolhedora. Sofá Beke Holmsund da Ikea. Espelho de madeira patinado em Camargue, da Maisons du Monde.

Porta de correr ERIC PÁMIES

Aproveitar os medidores da sala de estar era um dos principais slogans. Para isso, a porta convencional que ligava as áreas pública e privada foi substituída por um design deslizante. Além disso, era pintado de branco, para que, uma vez fechado, desse uma sensação de continuidade e parecesse o prolongamento da parede.

Duas alturas

Uma das atrações da cozinha é o teto forrado de madeira original, que está a uma altura mais baixa que o restante; Ele cumpre uma função prática, pois oculta os dutos do ar-condicionado e decorativo, porque foram instaladas luzes LED entre fita e LED.

Telhados em concreto ERIC PÁMIES

Nesta casa, os materiais usados ​​no telhado são impressionantes. Se na cozinha predominava a madeira, na sala e no corredor que leva ao quarto o prêmio de concreto, o que confere a essa área um toque industrial. O calor de um material - refletido também no chão - e a frieza do outro fazem um perfeito equilíbrio reinar na casa.

Frentes com painéis ERIC PÁMIES

A máquina de lavar louça foi instalada ao lado da pia e, embaixo da placa, o forno, o único aparelho à vista. Entre os armários superiores e o teto, uma faixa de parede livre descongestiona a área.

Piso hidráulico

Adoramos o desenho geométrico em branco, preto e cinza escolhido para o ladrilho hidráulico que, como tapete, percorre a cozinha e o escritório. Para o resto da casa, foi escolhido um piso de carvalho claro.

Paredes quase nuas ERIC PÁMIES

Toda a casa foi pintada de branco para torná-la mais espaçosa e luminosa. O quarto principal, sem porta, está equipado com uma cama de casal e mesas laterais. Quase não existem elementos decorativos, apenas um espelho apoiado na parede. É o modelo Nissedal da Ikea.

Texturas
Linho, veludo e algodão são os diferentes materiais escolhidos nos tecidos dos quartos. Em uma base neutra - os lençóis brancos - misturam tons de verde e azul, que proporcionam uma atmosfera fresca e descontraída. Almofadas e manta, da Calma House. Roupa de cama, da Ikea.

Guarda-roupa XL ERIC PÁMIES

Corredores são áreas de passagem que mal são usadas. Aqui uma parede era usada para fazer um generoso guarda-roupa. Corpo duplo, porta-malas e sapateira na parte superior. Tapete redondo de juta de Leroy Merlin.

Espelhos e pinturas ERIC PÁMIES

A proximidade do banheiro e a falta de porta no quarto tornam o salão um camarim improvisado. Destaca a decoração sóbria para evitar recarregar. Apenas uma pintura, um espelho de metal e uma luminária de parede vestem suas paredes, o que aprimora seu estilo industrial. No chão, algumas lanternas, da Maisons du Monde.

Sem estresse ERIC PÁMIES

Em banheiros pequenos como esse, você deve optar por móveis leves para evitar a recarga do ambiente. Aqui o espaço embaixo do balcão foi usado para colocar um banco onde colocar as toalhas e alguns cestos. O chão estava coberto com o mesmo modelo de ladrilho hidráulico da cozinha. Molger Bank, da Ikea. Cestos de fibra, da Maisons du Monde. Tapete, de Leroy Merlin.

Lavatório embutido ERIC PÁMIES

Uma bancada de mármore corre ao longo de um lado do banheiro. Ele integrou um lavatório branco, combinando os acessórios para sabonetes e escovas de dente. Na superfície, um espelho sem moldura que atinge o teto foi arrumado. Reflete a luz dos refletores de LED, o que aumenta a iluminação de espaços como esse, pouco brilhantes e sem ventilação. Conjunto de banho e toalha branca Ikea.

Tela de vidro

Um gabinete de vidro com porta de correr enquadra o chuveiro, com torneira termostática e sistema de saída dupla de água: chuveiro e chuveiro. As paredes eram cobertas com porcelanato em tom bege que, juntamente com o teto e os móveis brancos, proporcionam o calor preciso. Entre o chuveiro e a bancada da pia, o banheiro estava instalado, com uma cisterna também em branco e o toalheiro de metal.

Bom ambiente
Colocar um vaso de vidro em um canto da bancada é uma ótima idéia. Além de sua função decorativa, ele atua como um purificador de ar natural se você escolher, como neste caso, alguns galhos de eucalipto, que emitem um cheiro agradável.

Ideias que você pode copiar: | ERIC PÁMIES

Dinamiza um ambiente neutro

Usar tons de branco e bege como base decorativa é bom se você deseja criar atmosferas calmas, mas pode cair na monotonia cromática.

Evite usar tecidos e acessórios decorativos com cores que melhorem o clima, como essas almofadas turquesas que foram escolhidas para o sofá.

Crie novos espaços | ERIC PÁMIES

Se a sua cozinha é pequena e não dá para organizar um escritório do tamanho que você gostaria, sempre há uma segunda opção: uma barra ancorada na parede, uma placa dobrável sob a janela, uma projeção na bancada ou numa mesa redonda, como nesta Nesse caso, aproveita melhor o espaço e incentiva os desktops.

Decore sem recarregar | ERIC PÁMIES

Ponha em prática a decoração máxima de "menos é mais"; Acima de tudo, se sua casa é pequena. Vista as paredes com cautela, com elementos muito bem escolhidos, como os deste apartamento, onde foram escolhidas pinturas minimalistas em cores neutras e espelhos de tipo industrial cuja principal missão é tornar visualmente maior o que em princípio não é. Não há nada mais impressionante do que uma casa recarregada, seja por excesso de cor, móveis ou acessórios.

Não perca: UMA PENTHOUSE MINIMALISTA BRANCA CLARA

Procure equilíbrio | ERIC PÁMIES

Se você é eclético e gosta de misturar estilos ao decorar sua casa, faça-o com a cabeça. Utiliza materiais quentes, como madeira ou fibras naturais, laureados no deco nórdico, na mesma proporção que os frios, como o metal, essenciais para alcançar ambientes fábrica.

E se você tem alguma peça sobre a qual deseja dar destaque especial, use uma iluminação direta e quente, como a alcançada na prateleira da sala de estar com o aplique de metal Redne, da Vackart.

Aposte no simples | ERIC PÁMIES

Às vezes, o elementar se destaca precisamente por seu caráter discreto. É o caso da cabeceira, feita de madeira e vime, as arandelas extensíveis de metal ou as cortinas de linho, leves e com queda, que decoram este quarto com estilo. Detalhes simples que dão ao espaço um toque original. Arandelas estilo industrial Annik, de Vackart. Cabeceira Tatawi:

Compre aqui € 315 da Maisons du Monde.

Aproveite qualquer canto | ERIC PÁMIES

Dá utilidade a espaços que, em princípio, carecem dele: o corredor ou um corredor, por exemplo, parecerá com outros se você os energizar com um espelho ou um console no primeiro ou com algumas lanternas no chão ou no armário, no segundo. Nesse andar, o corredor que se comunica com o quarto era usado para fazer um grande armário com bota e sapateira incluídas.